GFE Guillon/Domênico

O Grupo da Fraternidade Espírita Guillon/Domênico tem uma história muito peculiar, pois foi o resultado da fusão de duas instituições que uniram seus potenciais para melhor desenvolverem os trabalhos da seara de Jesus, proporcionando a Olinda, especialmente Bairro Novo, as bênçãos do Mestre no amparo espiritual de muitos irmãos.

No dia 07 de janeiro de 1951, o Senhor Luiz Burgos Filho fundava o Centro Espírita “Guillon Ribeiro” com sede na Rua Coronel João Manguinhos, nº. 140, no Bairro Novo, em Olinda.

Desde o início que a instituição funcionava com certa carência de trabalhadores, tendo, por vezes, o Senhor Burgos Filho que realizar reuniões doutrinárias sozinho.

No ano de 1959, no dia 06 de agosto, elegia-se a primeira diretoria do Grupo da Fraternidade “Irmão Domênico”, grupo resultante das reuniões de evangelho no lar do casal Jurandir Marques e Olga, residentes em Recife.

Vindo de São Paulo, o Senhor Jurandir conhecia os grupos de fraternidade ligados a OSCAL – Organização Social Cristã “André Luiz” e, juntamente com os irmãos freqüentadores do evangelho em seu lar, decidiram filiar-se a esta organização que tem como objetivo principal desenvolver a fraternidade entre as criaturas, com vistas ao progresso espiritual da humanidade.

Com o retorno do irmão fundador à sua terra natal, o grupo transferiu suas reuniões para Olinda, onde residiam vários de seus membros, porém sem sede própria.

Ao tomar conhecimento do fato, o Senhor Burgos Filho, convida-os a utilizarem, em determinados dias, a sede do Centro Espírita “Guillon Ribeiro”. A partir daí, a mesma sede acolhia as duas instituições que desenvolviam seus trabalhos em dias específicos, até que, em 1969 decidem pela fusão dos dois grupos que, oficialmente passou a ter como data comemorativa de aniversário, o dia 07 de janeiro, data da fundação do grupo mais antigo.

Hoje, a instituição é o somatório dos esforços e abnegação amorosa e fraterna de tantos irmãos que deixaram e deixam sua cota de amor nesta construção fraterna do bem.

Por isso afirmamos: “G.F.E. Guillon/Domenico, construção de muitos corações”.

Escritos tomados por narrativa da irmã Alda Mota, uma das fundadoras do Grupo de Fraternidade Irmão Domênico.